STV News
Facebook Youtube Instagram
Voltar Publicada em 14/07/2020

Ex-secretário entregou provas contra Witzel em delação

Revelação foi feita pela revista Veja e faria parte de acordo feito entre Edmar Santos e a PGR

Segundo informações repassadas por investigadores para a coluna Radar, da revista Veja, o ex-secretário de Saúde do governo Witzel, Edmar Santos, entregou um conjunto de provas que revelariam a participação clara do governador do Rio de Janeiro no esquema de corrupção que motivou a prisão do próprio Edmar na última semana.

As revelações fariam parte de um acordo de delação negociado entre o ex-secretário e a Procuradoria-Geral da República (PGR). A publicação apontou, inclusive, que os termos foram atrapalhados pela prisão de Edmar, mas que a PGR já pediu a liberação do ex-secretário para que a negociação possa prosseguir.

De acordo com o veículo, os investigadores informaram que, além de apresentar evidências concretas contra Witzel, o ex-secretário também se comprometeu a devolver cerca de R$ 8,5 milhões para a Justiça.

– Ele entrega o dinheiro e os culpados – disse um investigador, segundo a revista.

A corrupção em contratos da pandemia no governo Witzel é investigada em inquérito da Operação Placebo. O suposto esquema de corrupção na compra de respiradores também é alvo da Operação Mercadores do Caos, deflagrada pelo Ministério Público fluminense.