STV News
Facebook Youtube Instagram
Voltar Publicada em 12/10/2020

PF pede inclusão de chefão do PCC em procurados da Interpol

Traficante foi solto após decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal

A Polícia Federal (PF) pediu a inclusão de André Oliveira Macedo, o André do Rap, na lista de procurados da Interpol. Ele é apontado com um dos chefões da facção criminosa PCC e foi colocado em liberdade após uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A decisão acabou sendo revertida pelo presidente do STF, ministro Luiz Fux, mas o traficante já havia deixado a unidade prisional. Fontes do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) e investigadores policiais apontaram que André do Rap teria ido de carro até Maringá, no Paraná, onde pegou um avião particular até o Paraguai. Ele é considerado foragido deste então.

Com a inclusão do André do Rap na lista da Interpol, agentes de todo o mundo passarão a procurar o traficante.

No domingo, o governador de São Paulo, João Doria, falou sobre a criação de uma força-tarefa da polícia para recapturar o traficante.

– Parabéns ao presidente do STF, ministro Luiz Fux, por cassar decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que libertou o chefe do PCC, o criminoso André do Rap. Determinei força-tarefa da polícia de SP para colocar esse bandido novamente atrás das grades. Lugar de bandido é na cadeia – declarou Doria em suas redes sociais.

André do Rap passou 388 dias presos. Ele foi condenado a 25 anos de prisão.

Fonte: Pleno News