STV News
Facebook Youtube Instagram
Voltar Publicada em 09/09/2020

Brasil vai zerar a tarifa do arroz importado para que os preços se ajustem


A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, confirmou à GZH que planeja zerar a tarifa do arroz importado a fim de garantir que não haja desabastecimento do produto no Brasil. O pedido de suspensão da tarifa foi encaminhado ao Comitê Executivo de Gestão (Gecex), que deve decidir nesta quarta-feira (9) se atende ou não ao pleito. O órgão do governo federal é o responsável por implementar atividades ao comércio exterior de bens e serviços no país.

Segundo a ministra da Agricultura, a medida, se aprovada, seria apenas até o fim do ano e liberaria 400 mil toneladas do arroz estrangeiro. Nesta terça-feira (8) pela manhã, durante encontro com demais ministros e com o presidente Jair Bolsonaro, Tereza Cristina garantiu que não haveria falta de produto no Brasil e que o governo faria baixar o preço, sem entrar em detalhes.

O preço da saca de 50 kg do arroz tipo 1 apresentou elevação de mais de 100% se comparado com o valor do início do ano. A redução da área plantada, combinada com a alta do dólar e a consequente elevação nas exportações provocaram a alta no preço do cereal em todo o país. Segundo a ministra da agricultura, zerar a tarifa do arroz importado será única medida a ser tomada pelo governo para tentar atenuar o problema.

“Nós queremos que o setor continue plantando, continue ganhando dinheiro, mas o abastecimento da população não pode faltar. Essa é uma medida de precaução” disse.

Fonte: República de Curitiba